Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Ordem de serviço do campus Vila Velha é assinada
Início do conteúdo da página

Ordem de serviço do campus Vila Velha é assinada

Publicado: Quarta, 06 de Maio de 2009, 10h00 | Última atualização em Segunda, 22 de Junho de 2009, 14h31

 Vila Velha, o município mais populoso do Espírito Santo, receberá um campus do Ifes. A ordem de serviço para a construção do prédio foi assinada segunda-feira, 27 de abril, às 9h30min, em Soteco, bairro que sediará o campus. As obras serão feitas pela empresa AMF Engenharia e Serviços e a previsão de entrega é de um ano.

 

A ordem foi assinada pelo Reitor do Instituto, Denio Rebello Arantes, e pelo representante da AMF, Antônio Rubens Decottignies. O terreno onde será erguido o campus, localizado na avenida Ministro Salgado Filho, foi doado pelo Governo do Estado e possui uma área de 54.217 metros quadrados.

Segundo o Reitor, o campus Vila Velha atenderá a uma parcela do considerável número de estudantes canelas-verdes que se candidatam às vagas do Instituto. "Esse campus não será importante apenas para Vila Velha, mas também para o Instituto, pois abrirá uma área onde ainda não havíamos entrado, a da Saúde. Nossa sorte é que a Escola terá um hospital aqui ao lado", brincou, referindo-se ao Hospital Infantil. Inicialmente, o novo campus oferecerá cursos de licenciatura em Química e técnicos em Química e Enfermagem.

O prefeito da cidade, Neucimar Fraga, enalteceu a vinda do campus: "Nós estamos substituindo, em Vila Velha, o entulho e o lixo por educação profissional de qualidade". Emocionou-se ao lembrar que há 25 anos sonhou em ingressar na então Escola Técnica Federal, parabenizou a equipe da Instituição e agradeceu aos vereadores, à bancada federal, ao governador e ao vice-governador o esforço em prol da realização.

Mesmo recém-operado do joelho, o governador do Estado Paulo Hartung compareceu à cerimônia e, em seu discurso, afirmou: "Não tem nada privado no estado que se compare ao Instituto Federal do Espírito Santo". Também apresentou e parabenizou o professor Roberto Santos, diretor-geral do futuro campus, desejando sucesso na nova caminhada. O governador saudou Antônio Rubens, representante da AMF, e pediu que sejam contratados trabalhadores da região para as obras.

A cerimônia reuniu políticos, servidores do Instituto, representantes dos centros comunitários e estudantes das escolas municipais da região.

Também estiveram presentes, compondo a bancada da solenidade, o senador Renato Casagrande; o deputado federal Lelo Coimbra; o vice-prefeito de Vila Velha, Marcos Rodrigues; os deputados estaduais Claudio Vereza, Rafael Favatto, Reginaldo Almeida e Vandinho Leite; o secretário de Ciência e Tecnologia, Paulo Foleto; o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Audifax Barcelos; o secretário da Casa Militar, Helvio Andrade; o desembargador Jorge Góes Coutinho; o diretor da Cohab, Claudio Thiago; o vice-presidente da Federação das Associações Comerciais, Amarildo Lovatti; os pró-reitores do Ifes, Jadir José Pela, Lezi Ferreira e Thalmo Paiva; os diretores de campus Tadeu Vago, Aloísio Carnielli, Armando Marques, Lodovico Ortlieb, Mauro Piazzarollo, Rubens Marques, Ademar Stange e Ademar Comasseto; o responsável pelo campus Guarapari, Ronaldo Cruz e o presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Élcio Álvares.

Entrega de comenda

Na mesma cerimônia, o ex-Reitor e atual Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional do Ifes, professor Jadir José Pela, recebeu, das mãos do governador Paulo Hartung, a mais alta condecoração concedida pelo Governo do Estado, a comenda Jerônymo Monteiro. Jadir, que dirigiu a Instituição por dez anos, iniciou sua gestão com duas Unidades e a encerrou com 12 campi. "Eu estou muito feliz, e essa felicidade não é minha particularmente, ela é de uma Instituição que tem hoje mais de 12 mil alunos e 12 campi funcionando. Isto aqui pertence aos nossos servidores, aos nossos alunos. Cada um tem o seu pedaço. Eu recebo esta comenda com muita alegria, mas quero reparti-la com todos vocês", afirmou o comendador.

A comenda Jerônymo Monteiro foi criada pelo decreto 230 - N, de 19 de abril de 1972, e é destinada a agraciar personalidades e instituições dignas e merecedoras da gratidão, reconhecimento e admiração do Governo do Estado e do povo espírito-santense.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página