Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Assembleia Legislativa homenageia o Ifes
Início do conteúdo da página

Assembleia Legislativa homenageia o Ifes

Publicado: Segunda, 21 de Setembro de 2009, 18h53 | Última atualização em Segunda, 21 de Setembro de 2009, 18h57

O Instituto Federal do Espírito Santo recebeu na última quinta-feira, 17 de setembro, uma homenagem pela comemoração de seus100 anos, em Sessão Solene realizada na Assembleia Legislativa.

A solenidade foi proposta pelo deputado Paulo Roberto, ex-aluno do Ifes, pela relevância dos serviços promovidos pela Instituição de ensino no desenvolvimento do Espírito Santo. No início da sessão, a banda do 38º Batalhão de Infantaria executou o Hino Nacional Brasileiro e Hino Oficial do Estado do Espírito Santo.

A Mesa de Honra foi composta pelo reitor do Instituto, Denio Rebello Arantes; pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, Jorge Góes Coutinho; pelo vice-reitor da Universidade Federal do Espírito Santo, professor  Reinaldo Centoducate, pelo pró-reitor  de Desenvolvimento Institucional do
Ifes, professor Jadir José Pela; pelo presidente do Crea-ES, engenheiro Luiz Fiorotti; pelo ex-diretor do Instituto e representante de todos os ex-diretores, professor Zenaldo Rosa da Silva; e pela gerente de Ensino e Gestão Educacional do campus Colatina,  Maria Luiza Linhalis.

Paulo Roberto relembrou a história dos 100 anos do Ifes, desde a Escola de Aprendizes Artífices, criado em 1909, até a realidade do Instituto. O deputado lembra que, na época,  precisou sair de sua cidade, Cachoeiro de Itapemirim, e vir morar na capital para poder estudar na “Escola Técnica”, que só existia em Vitória. “Foram 11 anos estudando nessa Instituição. Uma trajetória que certamente contribuiu para minha vida profissional e formação política”, conta.

Para o reitor, Denio Rebello, o centenário do Instituto e seu alargamento para outras regiões só foi possível devido ao apoio e articulação das pessoas que acreditaram na sua necessidade para o Estado: “Essas pessoas ajudaram a construir a história do Ifes, hoje o maior Instituto Federal do Brasil. Reunir, não separar. Essa é a lição que eu tenho a aprender com o Jadir, uma pessoa que conseguiu reunir a Instituição inteira para ela chegar onde chegou hoje”. Jadir, ex-reitor, dirigiu a escola por 10 anos, em suas três fases: Etfes, Cefetes e Ifes.

Denio ressalta que hoje o Ifes atende à cidade e ao campo e também a todas as faixas sociais. “Nossas mudanças são decorrentes das mudanças da sociedade, e é preciso que continuemos cumprindo esse papel social. Nossa história de 100 anos é isso”, diz o reitor.

Ao final da cerimônia, apoiadores do Ifes foram homenageados com diplomas e comendas Loren Reno, concedidas a brasileiros e estrangeiros que se destacaram em atividades educacionais, parlamentares, industriais, empresariais e artísticas. A Sessão Solene foi encerrada ao som da Marcha Eteviana, hino oficial da escola.

 

 



Foram homenageados:

Denio Rebello Arantes
Zenaldo Rosa da Silva
Maria Luiza Linhalis
Jadir José Pela
Neucimar Fraga
Jorge Góes Coutinho
Ademar Manoel Stange
Aladim Fernando Cerqueira
Aloísio Carnielli
Aluyr Carlons Zon Júnior
Carlos Ely Laranja
Esmael Barbosa de Almeida
Eudes Moreira Maciel
Fabrício Gandini Aquino
Herbert Barbosa Carneiro
José Augusto Santos Servino
José Mauricio Rodrigues
José Ricardo Rangel
Lauriano Marco Zancanela
Luciano Fávaro Bissi
Luiz Fiorotti
Paulo Joaquim Nascimento
Reinaldo Matiazzi (“Bolão”)
Ronaldo Neves Cruz
Valter Maia
Paulo Roberto


 

registrado em:
Fim do conteúdo da página