Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Ifes desenvolve programa para detentos
Início do conteúdo da página

Ifes desenvolve programa para detentos

Publicado: Segunda, 07 de Dezembro de 2009, 13h59 | Última atualização em Quarta, 16 de Dezembro de 2009, 14h11

O Instituto implementará, no início de 2010, o Proeja Fic Apenado, um programa educacional que contempla a finalização do Ensino Fundamental e a formação profissional dos detentos da Penitenciária Agrícola de Viana.

O Instituto Federal do Espírito Santo – Ifes, em parceria com a Secretaria de Justiça do Estado e a Secretaria de Educação, implementará, no início de 2010, o programa Proeja Fic Apenado. O projeto tem como proposta trabalhar um programa educacional que contempla a finalização do Ensino Fundamental e a formação profissional dos detentos da Penitenciária Agrícola de Viana. O curso oferecido será o de Edificações, e terá duração de 12 meses sem interrupção.

O trabalho desenvolvido está fundamentado na Lei de Diretrizes e Bases nº 9394, na Lei de Execução Penal nº 7210, de 11 de Julho de 1984 e na resolução nº 03 de 11 de Março de 2009, que dispõe sobre as diretrizes nacionais para a oferta de educação nos estabelecimentos penais.

Desde 2008, o Ifes já desenvolve o trabalho de formação profissional no presídio de Viana. A experiência adquirida contribuiu para a elaboração do projeto, principalmente, em relação a preparação da equipe de implementação até os processos de encaminhamento para o mercado de trabalho após qualificação. Foram inúmeros os resultados positivos no último curso: dos 40 alunos matriculados, 31 concluíram o curso e atualmente, todos estão atuando no mercado de trabalho.

Parte do recurso para o programa está sendo disponibilizado pelo MEC, com contrapartida da Secretaria de Educação do Estado, da Secretaria de Justiça e do Ifes.

Nas últimas pesquisas, o estado do Espírito Santo se encontra entre os mais violentos do Brasil, destacando-se como situação mais grave na região metropolitana da Grande Vitória, onde o índice é de 84 homicídios por 100 mil habitantes. Diante deste quadro, tal mobilização para a realização deste trabalho, objetiva usar a Educação como estratégia para a Inserção Social de detentos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página