Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Equipe do Campus de Alegre recebe medalha de ouro na Obap 2019
Início do conteúdo da página

Equipe do Campus de Alegre recebe medalha de ouro na Obap 2019

Publicado: Segunda, 30 de Setembro de 2019, 16h35 | Última atualização em Segunda, 30 de Setembro de 2019, 16h56

E o aluno Michel Acre Egidio Gonçalves ganhou bronze na premiação individual.

obap 2

A equipe “Robustão Capixaba”, formada por estudantes do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), ganhou a medalha de ouro na etapa final da 9ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap), realizada de 27 a 29 de setembro, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O grupo, formado por estudantes do Campus de Alegre, obteve a maior pontuação na modalidade Técnico Integrado ao Ensino Médio.

Única representante do Ifes a participar da olimpíada, a equipe é formada os alunos Laura Martins Qualhano, Michel Acre Egidio Gonçalves e Thais Vaillant Moraes da Silva, com a orientação da professora Renata Cogo Clipes. Na premiação individual, o aluno Michel recebeu a medalha de bronze. Os estudantes serão convidados a participarem da fase seletiva que vai formar o time brasileiro para competir na Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (IESO), que, em 2020, será realizada na Rússia.

De acordo com a professora que orientou o grupo, o nome “Robustão Capixaba” foi escolhido em referência a uma variedade de café produzida do Espírito Santo, o café robusta. Renata conta que a equipe havia se classificado em 18º lugar na etapa virtual, realizada em agosto, para participar da fase presencial, com provas teóricas e práticas.

Os outros vencedores foram a equipe “UDI Agro”, do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM) – Campus Uberlândia, que levou o primeiro lugar na modalidade Subsequente. Entre os competidores internacionais, “Martin Fierro”, da Escuela de Educación Secundária Agrária Número 1 de Arrecifes, província de Buenos Aires, ficou com a melhor colocação.

obap 4

Obap
A Obap é uma competição científica nacional destinada aos alunos de cursos do eixo tecnológico Recursos Naturais. Ao todo, competiram, desde a primeira fase, quase três mil estudantes de 133 instituições das redes federal, estaduais, municipais e privadas. Na fase final, participaram 61 equipes, sendo 30 na disputa pelas medalhas da categoria ensino técnico integrado, outras 10 competindo na modalidade ensino técnico subsequente e 21 equipes competindo pela modalidade internacional, da Angola, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página