Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
PT EN FR DE ES
Página inicial > Notícias > Projeto do Ifes faz levantamento para oferta de cursos a distância em 2023
Início do conteúdo da página

Projeto do Ifes faz levantamento para oferta de cursos a distância em 2023

Publicado: Quinta, 04 de Agosto de 2022, 13h19 | Última atualização em Quinta, 04 de Agosto de 2022, 13h21

Os campi podem atuar como ofertantes ou polos de apoio. Prefeituras também podem aderir.

Até 31 de agosto, a Coordenação do Projeto de Cursos a Distância em Rede do Ifes está identificando junto aos campi cursos que poderão ser ofertados em 2023. O levantamento contempla cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), técnicos, especializações técnicas, graduações, aperfeiçoamentos e especializações. Todos os campi do Ifes podem atuar como ofertantes de cursos a distância e/ou como polos de apoio.

Nesta fase de prospecção, as possibilidades do projeto são diversas e podem ser personalizadas de acordo com o campus. Para isso, a coordenação precisa de informações para entender os interesses de oferta de cada campus, tais como: matriz curricular do curso com carga horária, estimativa de cronograma para início e fim do curso, o número de turmas/polos e o perfil do mediador desejado para o curso.

Para saber mais, o contato com a coordenação pode ser agendado através do preenchimento do formulário eletrônico disponível em bit.ly/3OWGtNm ou pelo e-mail cursoseademrede@ifes.edu.br. Para mais informações sobre o projeto e a atual oferta de cursos, acesse o Drive: bit.ly/3twIyYn.

Sobre o projeto
O Projeto de Cursos a Distância em Rede tem como objetivo ampliar o número de vagas para estudar na instituição, buscando minimizar os impactos gerados pela pandemia da Covid-19; e, ainda, disseminar a modalidade de educação a distância de forma institucionalizada, tendo os campi como ofertantes ou polos. Além dos campi do Ifes, as prefeituras também podem aderir ao projeto, por meio dos Polos da Universidade Aberta do Brasil, a UAB.

Os processos seletivos para alunos são centralizados e geridos pela coordenação do projeto. Os campi participantes contam com o apoio de uma equipe multidisciplinar composta por designer educacional, revisor de textos, audiodescritor e tradutor e intérprete de Libras para estruturação dos cursos.

Fim do conteúdo da página