Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Ifes leva carro autônomo e aplicativo em Libras para o Reconecta 2019
Início do conteúdo da página

Ifes leva carro autônomo e aplicativo em Libras para o Reconecta 2019

Publicado: Segunda, 30 de Setembro de 2019, 15h41 | Última atualização em Segunda, 30 de Setembro de 2019, 15h42

O evento aconteceu entre os dias 19 e 22 de setembro, no Shopping Boulevard, em Vila Velha.

Entre os dias 19 e 22 de setembro, diversos campi do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) apresentaram seus projetos, pesquisas e ações de acessibilidade e inclusão em um dos estandes do Reconecta – Conferência e Exposição Estadual de Inclusão e Acessibilidade. O evento, realizado no Shopping Boulevard, em Vila Velha, é promovido anualmente pelo Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES) e teve como objetivo celebrar a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, além de debater sobre o futuro das políticas públicas voltadas para pessoas com deficiência no Espírito Santo.

Segundo Priscila Roldi, da Diretoria de Assuntos Estudantis do Ifes, o evento foi uma oportunidade de aproximar o Instituto do público. “Isso enriquece muito o nosso olhar e a nossa prática como instituição de ensino. Assim, não pensamos somente no serviço que estamos oferecendo, mas também para quem estamos oferecendo. A interação proporcionada pela feira é essencial”, conta.

Durante os quatro dias de evento, estiveram no estande do Ifes iniciativas dos campi Colatina; Itapina; Linhares; Montanha; São Mateus; Serra; Venda Nova do Imigrante; Vila Velha; Vitória; e do Centro de Referência em Formação e em Educação a Distância (Cefor). Foram apresentados relatos de experiências de estudantes atendidos pelos Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napnes), materiais didáticos e jogos inclusivos, além de equipamentos e projetos de acessibilidade, como o Sinalário de Edificações em Libras, do Campus Colatina.

Confira alguns dos projetos apresentados pelos campi durante o Reconecta:

Sinalário de Edificações em Libras
O projeto, desenvolvido pelos professores Maurício Vale e Emilene Coco, ainda está em fase inicial de pesquisa dos termos. Seu principal objetivo é a elaboração de um glossário de termos técnicos de Edificações em Libras, que poderá ser acessado por meio de um aplicativo. Além da nomenclatura, o aplicativo também disponibilizará uma explicação para cada um deles em Libras. Durante o Reconecta, o projeto foi apresentado pela estudante Maria Isabel Pereira Costa, do curso Técnico em Edificações Integrado ao Ensino Médio. A estudante, que é surda, também faz parte da equipe que está desenvolvendo o sinalário.

Good Space
O projeto, também do Campus Colatina, é um site de habitabilidade, que possibilita aos usuários fazer uma avaliação dos serviços oferecidos na cidade. Dessa forma, pessoas com deficiência podem acessar o site para escolher serviços e locais que melhor atendem às suas necessidades.

Materiais didáticos inclusivos
O Campus São Mateus levou para o estande do Ifes materiais didáticos inclusivos para o ensino de Física e Biologia, além de um jogo de tabuleiro em braille. Já o Campus Vila Velha foi responsável por apresentar recursos para o ensino de Química, desenvolvido por estudantes do curso de Licenciatura em Química. O Campus Vitória também levou materiais de ensino adaptados e jogos inclusivos interativos.

Além desses campi, o Campus Venda Nova do Imigrante também levou para o evento materiais didáticos para o ensino de química orgânica e matemática para deficientes visuais. Os materiais de Matemática – um plano cartesiano em alto-relevo e um tabuleiro magnético de matemática básica – foram desenvolvidos pelos professores de cálculo e economia, do curso de graduação em Administração, para o estudante Edison de Oliveira, que é deficiente visual.

Carro autônomo
No domingo (22), o Campus Serra levou para o Reconecta um carro autônomo, cujo sistema foi desenvolvido pelo professor Rafael Vivacqua, da Coordenadoria de Automação. O projeto tem como diferencial o seu baixo custo.
Saiba mais: Professor do Campus Serra cria sistema para carro autônomo de baixo custo

registrado em:
Fim do conteúdo da página